Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mochila Vermelha

Sex | 29.04.16

Peripécias de Mochila na Tailândia

Houve um dia que acordei e pensei, gostava de ir à Tailândia.... 

 

E assim foi. Eu e uma amiga lá fomos de mochila às costas. A minha Mochila Vermelha. 

 

O primeiro contacto com esta fantástica cultura foi em Banguecoque. A língua, o alfabeto diferente, a comida extremamente picante que nos faz chorar, o caos do trânsito e mesmo o emaranhado dos fios eléctricos deixam-nos estarrecidos. 

 

O itinerário foi bastante completo e compreendeu a visita a vários locais:

 

i) Ayutthaya - trata-se de uma cidade histórica fundada em 1350, inscrita na lista de património mundial da UNESCO. Existem muitos templos que podem ser visitados. Nós visitámos apenas alguns, isto porque conseguimos negociar um tuk-tuk para nos levar a vários, caso contrário, não teríamos conseguido ver tantos (Wat Phra Si Sanphet, Wat Phra Mahathat, Wat Suwan Dararam e Wat Lokaya Sutha). Pode-se viajar até lá facilmente, nós optámos pelo comboio. Embora todos os guias refiram que se deve optar por viajar em primeira classe, como não nos conseguíamos fazer compreender, lá nos deram bilhetes para o destino que queríamos e assim nos demos por contentes. Resumindo e concluindo: lá fomos em terceira classe e foi uma aventura. E adorámos, tanto, que repetimos!

 

 

100_4735.jpg

 

100_4756.jpg

 

100_4702.jpg

 

100_4684.jpg

 

 

 

ii) Chiang Mai - cidade localizada no Norte do país, a partir daqui podem-se fazer vários passeios. Eu e a minha amiga fizemos rafting em jangadas, andámos de elefante e visitámos o Tiger Kingdom. Na cidade podem-se visitar vários templos e ainda conhecer o famoso mercado de Chiang Mai. Também travámos amizades com pessoas muito simpáticos e tivémos algumas experiências caricatas. Andar de Tuk-tuk pode ser arrepiante e deixar-nos de cabelo em pé, três pessoas numa scooter também é interessante, no entanto a lotação normal desse tipo de veículo serão quatro pessoas!

 

100_5021.jpg

 

100_4875.jpg

 

 

100_4919.jpg

 

100_4959.jpg

 

 

iii) Ko Lanta - por decisão nossa decidimos evitar Phuket, onde apenas passámos pelo aeroporto e depois de carro em direção à ilha de Ko Lanta, que é acessível via ferry boat, localizada no Mar de Andaman. Aqui pudemos descansar, aproveitar a praia e usufruir da tranquilidade. É possível fazer viagens a partir da ilha como por exemplo às famosas ilhas Phi Phi. Mais uma vez seguimos o conselho dos tailandeses e decidimos evitar os locais muito turísticos e sobrelotados e optámos por visitar Ko Rok, uma pequena ilha de águas cristalinas de cor turquesa. No entanto tenham atenção pois tem Dragões de Komodo por lá a passear!

 

100_5055.jpg

 

100_5081.jpg

 

100_5158.jpg

 

100_5150.jpg

 

  

iv) Ko Pha-Ngan – ilha localizada no Golfo da Tailândia. Para lá chegar tivemos que ir para Krabi e de lá viajar de autocarro para Surat Thani, onde teríamos ainda que realizar uma viagem de ferry boat até à ilha. E todo este trabalho porque ouvimos falar numa tal “Full Moon Party” que por acaso calhou mesmo durante o período da viagem. Esta monumental festa acontece na praia de Hat Rin. Só vos digo uma coisa, valeu a pena! A ilha tem uma beleza incrível e vale a pena explorar. Também é possível fazer vários passeios a partir da ilha. Nós optámos por visitar o Parque Nacional Marino de Ang Thong.

 

100_5302.jpg

 

100_5301.jpg

 

100_5233.jpg

 

100_5208.jpg

 

  

v) Banguecoque – regresso a Banguecoque num rápido vôo doméstico a partir do aeroporto de Surat Thani. Nesta bela e confusa cidade aproveitámos para fazer um cruzeiro no rio e visitar o templo Wat Pho, infelizmente o palácio real estava fechado e não pudemos visitar. Indispensável é também uma visita à famosa Khao San Road.

 

100_4826.jpg

 

100_4793.jpg

 

100_4842.jpg

 

100_4664.jpg

 

 

 E assim terminou uma excelente viagem.

 

2 comentários

Comentar post