Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mochila Vermelha

Ter | 06.09.16

Quem usa a Mochila

Após todo este tempo de actividade no blogue, julgo ter chegado o momento ideal para falar um pouco sobre mim e porque decidi criar a Mochila Vermelha.

 

Gosto de escrever, aliás sempre gostei, desde criança. Fui uma escritora assídua de poemas e contos até ao final do secundário, cheguei a ganhar prémios em alguns concursos escolares em que participei. No entanto, quando entrei para a universidade deixei de escrever. O mesmo se passou quando comecei a trabalhar. Sempre me lamentava que há muito tempo não escrevia nada, que tinha perdido a minha inspiração. Mentira! Como tudo na vida, a inspiração trabalha-se, não podemos esperar de braços cruzados que venha ter connosco!

 

E assim se passaram os anos. Trabalhei no estrangeiro, o que degradou a qualidade do meu Português. Voltei para Portugal. Fiz o mestrado. Voltei a trabalhar. Entretanto sempre ia lendo uns livros, a leitura online começou a ficar cada vez mais na moda, começaram a surgir os blogues, comecei também a ler alguns, sempre pensando que seria uma excelente ideia para tentar reconciliar-me com a escrita. E foi assim que em 2015 criei este blogue, já com este nome, mas usando um template diferente. Nele escrevi dois rascunhos que permaneceram inacabados até abril de 2016. Entretanto, decidi casar, no meio de todos os preparativos e de uma fase bastante sobrecarregada de trabalho, foi-me impossível cumprir esse objetivo.

 

Como em tudo na vida, com um pouco de persistência tudo se torna possível. Assim que tive um momento mais calmo, dediquei-me a terminar os posts em rascunho e publicá-los. Não pretendo, nem consigo escrever diariamente. Se gostaria de o fazer? Com certeza. Mas não sou capaz. Matérias e temas para escrever não me faltam. Quem como eu, olha para as folhas que caiem das árvores no Outono, para as ondas do mar e escreve frases mentalmente, ou sonha durante a noite e de manhã acorda com linhas escritas na cabeça, que urgem em passar para uma folha de papel, poderá perceber como é importante para mim escrever, como é libertador!

 

Porquê o nome de Mochila Vermelha? Bem, porque a primeira mochila tipo "backpacker" que comprei para a minha primeira grande viagem é vermelha. Tem sido a minha fiel companheira de aventura. Viajar é a minha grande paixão, seja dentro de Portugal, na Europa ou por outros continentes, sempre existem coisas mágicas para apreender, pessoas que nos tocam, ou nas quais deixamos marcas, lugares que ficarão para sempre no coração. No entanto, gosto de escrever sobre outras coisas, culinária, por exemplo, adoro fazer novas misturas e adulterar as receitas, por isso de vez em quando gosto de anotar para não me esquecer. E porque não partilhá-las! Sou também uma pessoa que acredita nas terapias alternativas, na agricultura biológica, que tenta diminuir a pegada ecológica. No fundo, preocupo-me com o futuro da Terra e como tal, gosto de partilhar as minhas descobertas e inquietações.

 

A Mochila Vermelha é ao mesmo tempo uma reconciliação e uma reaproximação à escrita. Se porventura o que escrevo fizer sentido, se for inspirador e útil, então juntem-se a mim, são muito bem vindos. Vamo-nos inspirar mutuamente!

 

"Start by doing what's necessary; then do what's possible; and suddenly you are doing the impossible."

São Francisco de Assis