Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mochila Vermelha

Ter | 28.02.17

Buenos Aires

Buenos Aires é sem dúvida uma cidade com uma atmosfera única! As cores, o tango, o romantismo, a arquitetura são apaixonantes e deixam aquela vontade de voltar a viver todas essas sensações.

 

Esta é a história do primeiro tango em Buenos Aires de duas Mochileiras.

 

Após um longo vôo de Madrid a Buenos Aires, as Mochileiras estavam exaustas, mas nada que um banho não curasse! Sendo cedo tinham que aproveitar  bem o tempo e começar logo a ver as vistas.

 

No primeiro dia estava um tempo um pouco estranho com aquela chuva miudinha. Fomos andando do hotel até à Casa Rosada.

 

ba.jpg

 

Percorrendo ruas como San Martín, Reconquista, chegamos perto da Casa Rosada. Aqui vê-se a Catedral Metropolitana de Buenos Aires.

ba2.jpg

 

ba3.jpg

 

Nesta fotografia está o Museu Histórico Nacional del Cabildo y la Revolución de Mayo.

ba4.jpg

 

Vista parcial da Plaza de Mayo e da Casa Rosada.

ba5.jpg

 

Casa Rosada

ba6.jpg

 

ba7.jpg

 

Uma fachada típica de uma loja. Todas com uma grafia vintage muito particular da cidade.

ba8.jpg

 

No dia seguinte estava um dia radioso com céu azul. As Mochileiras aventuraram-se até ao Bairro San Telmo.

ba89.jpg

 

Vista parcial da Iglesia San Pedro Gonzalez Telmo.

ba10.jpg

 

Pena a fotografia não ter som, pois o tango dança-se em cada esquina.

ba11.jpg

 

Mercado de San Telmo (mercadinho de rua neste caso).

ba12.jpg

 

E depois quando menos esperamos, aparecem-nos estes mapas vintage pintados na parede. Que mais podemos pedir?

ba13.jpg

 

Um dos pontos obrigatórios a visitar é o Puerto Madero.

ba14.jpg

 

ba15.jpg

 

Outro dos símbolos da cidade é o Obelisco.

ba16.jpg

 

ba17.jpg

 

Mas para mim um dos locais mais mágicos e bonitos é sem sombra de dúvida o Caminito no bairro La Boca. Este bairro é a sede da famosa equipa de futebol Boca Juniors.

ba18.jpg

 

ba19.jpg

 

ba20.jpg

 

A arte é uma constante por toda a cidade.

ba21.jpg

 

Até os autocarros são vintage, dos mais bonitos que já vi na vida!

ba22.jpg

 

ba23.jpg

 

A comida é deliciosa, em especial o bife, o melhor é não iniciar uma dieta em Buenos Aires! Faltam aqui as famosas empanadas argentinas com molho chimichurri, que é obrigatório provar!

ba24.jpg

 

ba25.jpg

 

 

Cemitério da Recoleta. É verdade, pode parecer estranho, mas é um dos locais a visitar. Um dos principais motivos é por estar lá sepultada a Evita Perón, mas também pelo tipo de arquitetura que faz dele um museu a céu aberto.

ba26.jpg

 

Buenos Aires Design e Hard Rock Café (não se vê na fotografia mas fica mesmo ao lado).

ba27.jpg

 

Museu Nacional de Belas Artes.

ba28.jpg

 

ba29.jpg

 

Torre Monumental

ba30.jpg

 

Mais uma loja com um nome super giro.

ba31.jpg

 

E para terminar uma bela pintura em San Telmo.

ba32.jpg

 

Fica a questão no ar. Será que as Mochileiras Si e Su dançaram tango? A Mochileira Si garante que sim. Existem provas? Sim, existem fotografias..... Mas terão que pedir muito para as ver!

 

#MochilaVermalhaBlog

#Argentina

#BuenosAires

Ter | 21.02.17

Viagem Surpresa!

Viagemsurpresa.jpg

Imagem daqui.

 

Recentemente tomei conhecimento de uma interessante forma de viajar. É ótimo para fazer uma surpresa a alguém querido e também para nós próprios!

 

Consiste em comprar uma viagem mas apenas sabendo os dias em que estaremos fora, podendo escolher de Sexta a Domingo ou de Sábado a Segunda. Esta inclui a viagem de ida e volta e o hotel. Posto isto, escolhemos o número de viajantes, a origem ou local de partida, a data, depois é-nos apresentado uma seleção de destinos, podemos remover um gratuitamente, e depois por cada local que removemos pagam-se 5 euros extra. Por fim, é só preencher os dados dos viajantes, podendo manter segredo para o segundo viajante (ou outros incluídos).

 

A pessoa que compra a viagem só saberá os detalhes 48 horas antes. 

 

Não é fantástico? Fiquei com uma vontade de experimentar! 

 

O conceito chama-se Waynabox. Clica aqui para saberes tudo!

 

E então, não é um máximo? 

 

#MochilaVermelhaBlog

#Waynabox

Qua | 15.02.17

"Estar aqui agora"

Ultimamente tenho estado a ver a série Spartacus, sim aquela com muito sangue, violência e cenas de sexo, e também cheia de intrigas, conspirações, amizade e amor. Tudo numa série! Tem basicamente os mesmos ingredientes de sucesso de "Game of Thrones". Estou a gostar muito da série, deixa-nos literalmente agarrados ao ecrã e muitas vezes surpresos com as tramas e intrigas. Confesso que os dois primeiros episódios não são brilhantes, em especial o primeiro, faz lembrar muito o grafismo do filme 300, mas acho que a partir daí só melhora.

 

Também será difícil ver todas as temporadas da série sem tomar conhecimento da tragédia que se abateu sobre o actor da personagem principal, ou seja, que fazia de Spartacus, Andy Whitfield. No final da primeira temporada durante exames médicos de rotina, foi-lhe diagnosticado linfoma não-Hodgkin em fase 1, com elevada probabilidade de cura. O próprio actor referiu que estava exausto após as gravações da primeira temporada e sentia uma dor que não melhorava. Face a esta situação, enquanto o Andy fazia o tratamento, decidiram fazer uma prequela da série, passada cinco anos antes da chegada de Spartacus à casa de Batiatus, para que ele pudesse retomar o papel na temporada 3.

 

Após os tratamentos iniciais foi considerado curado, mas quando se preparava para voltar às gravações, o cancro voltou de forma bem mais agressiva. Desta forma ele viu-se forçado a abdicar do papel e da série. Agora imaginem como deve ter sido difícil, depois de tanta luta e dedicação, quando finalmente a sua carreira estava em ascensão, aconteceu-lhe isto. Ele próprio insistiu para encontrarem outro actor e que continuassem com a série, ele teria que enfrentar o maior desafio da sua vida. 

 

Foi substituído por Liam McIntyre, que acaba por fazer um bom trabalho na série, mas na minha opinião não demonstra a mesma emoção, garra e expressividade que o Andy Whitfield (não é à toa que ele foi originalmente o escolhido para o papel).

 

Apenas 18 meses após o diagnóstico inicial, ele acabou por morrer em Setembro de 2011 com apenas 39 anos, deixando a esposa e dois filhos pequenos. Enquanto fazia os tratamentos decidiu convidar uma realizadora para fazer um documentário sobre a sua luta, com o objetivo de inspirar outras pessoas e motivar o estudo da doença, para que se possam salvar vidas. Acho que ninguém imaginou que ele não iria vencer a doença. No documentário ele refere que perguntou ao médico quais eram as causas da doença, tendo o médico respondido que não sabiam. Então foi esta a questão que sempre ficou na sua cabeça "como podem curar uma doença da qual desconhecem a causa?", tendo sido o que o motivou a fazer o documentário.

 

Estou aqui a falar disto porque não consigo ficar indiferente a esta história, até porque me toca profundamente, também eu já perdi vários familiares para o cancro, inclusivé o meu pai, também eu nunca pensei que ele não fosse superar a doença! 

 

Por tudo isto, decidi deixar aqui o meu tributo ao Andy Whitfield e a todos aqueles que apenas são conhecidos para nós (familiares, amigos, conhecidos,...), que de alguma forma passaram por algo semelhante.

 

O documentário, que ainda não tive oportunidade de ver (mas que quero ver assim que possível), chama-se "Be here now" e é tudo sobre o viver o dia de hoje e lutar com todas as forças, agradecendo por todos os dias que acordamos e vemos a luz do Sol, pois nem sempre isso é um dado adquirido.

 

Deixo aqui o trailer do documentário, que acho que vale muito a pena ver!

 

 

 

#MochilaVermelhaBlog

#AndyWhitfield

#Spartacus

Qui | 09.02.17

Beringelas à Parmesana

Hoje estou com a veia da culinária, por isso vou partilhar convosco uma receita que adoro e que faço muitas vezes!

 

A primeira vez que comi este prato (de seu nome original - melanzane alla parmigiana) foi na Sicília, adorei tanto que decidi pesquisar como se fazia. Nestes casos consulto sempre várias receitas para perceber se estão de acordo nos ingredientes e na preparação. E depois dou o meu toque pessoal, claro está!

 

Eu adoro beringelas, que aliás são óptimas para a saúde. Se por acaso, tiverem beringelas em casa e não souberem o que fazer com elas, experimentem esta receita, é uma delícia! Dá um bocadinho de trabalho, mas vale a pena!

 

Ingredientes:

2 beringelas grandes

300 gr de queijo mozzarella

150 gr de queijo grana padano (parmesão)

4 tomates maduros

1 cebola grande

4 dentes de alho

Manjericão

Orégãos

Azeite

Sal

 

Preparação:

Cortar as beringelas em fatias finas, temperar com um pouco de sal e grelhar (pode-se fazer de várias formas, num grelhador elétrico ou no forno, colocar um pouco de azeite na travessa para não colar).

 

Num tacho, preparar o molho de tomate, ou seja, levar a dourar a cebola e o alho picados, juntar o tomate picado temperando com uma pouco de sal, pimenta e orégãos (se necessário colocar um pouco de açucar para cortar a acidez do tomate). 

 

Quando as beringelas estiverem grelhadas e o molho de tomate estiver pronto, deve-se fazer o seguinte:

1. Arranjar uma travessa de ir ao forno e forrar com fatias de beringela, de seguida colocar o molho de tomate, folhas de manjericão, a mozzarella e o parmesão.

2. Voltar a repetir o esquema em várias camadas até esgotar as beringelas e os restantes ingredientes. A última camada deve terminar com o queijo.

3. Levar ao forno previamente aquecido para gratinar.

4. Deixar arrefecer um pouco antes de servir.

 

Bom apetite!

 

IMG_20160905_214246114 (1).jpg

 

#MochilaVermelhaBlog

#Culinária

#Beringela

 

Ter | 07.02.17

Palácio da Pena

"Qualquer coisa de sombrio, de distinto, de sumptuoso" 

Rui Chafes (1966)

 

IMG_2376.JPG

 

IMG_2391.JPG

 

IMG_2407.JPG

 

IMG_2430.JPG

 

IMG_2458.JPG

 

IMG_2515.JPG

 

IMG_2518.JPG

 

#MochilaVermelhaBlog

#Sintra

#PalaciodaPena 

Sex | 03.02.17

Alcoutim

Alcoutim é uma daquelas vilas algarvias que gosto sempre de voltar. É super pitoresca e tem uma beleza muito própria! As vistas para o Guadiana e a terra vizinha Sanlúcar de Guadiana são lindas!

 

Hoje não estou muito descritiva, vejam pelos próprios olhos!

 

Castelo Velho de Alcoutim

101_0011.JPG

 

101_0016.JPG

 

O Castelo de Alcoutim 

101_0043.JPG

 

Ermida de Nossa Senhora da Conceição e Escadaria Barroca

101_0045.JPG

 

Estátua do Guarda-Fiscal (de olhos postos no rio e em Espanha!)

101_0059.JPG

 

O centro de Alcoutim

101_0062.JPG

 

Uma de suas ruas

101_0057.JPG

 

Igreja Matriz de São Salvador

101_0066.JPG

 

Estátua do Contrabandista

101_0068.JPG

 

Para saberes mais sobre Alcoutim, clica aqui.

 

#MochilaVermelhaBlog

#Alcoutim

#Guadiana