Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mochila Vermelha

Dom | 31.05.20

Aljezur - Algarve

Olá Mochileiros e Mochileiras!

Hoje é o último dia de maio. Apesar do calor que se tem feito sentir, o dia amanheceu um pouco cinzento. Parece que junho vai começar com chuva! De qualquer das formas estamos quase a entrar no verão. Com o avançar do tempo, estamos cada vez mais confiantes para nos aventurarmos por aí, nesta nova normalidade! Enfim, podemos desconfinar!

Assim, hoje venho falar-vos desta bonita vila algarvia! Uma das minhas preferidas! Além das suas belas praias, tem um castelo! Eu adoro estas fortificações, cheias de marcas do tempo e com a história gravada nas suas pedras!

100_0460.JPG

Numa das minhas visitas, com o Mochileiro, optámos por fazer uma espécie de mini roadtrip. Pegámos no carro e fomos pelo caminho mais lento, ou seja, passámos pelas Caldas de Monchique e pecorremos o caminho pela N267. Assim aproveitámos as belas vistas da serra e do mar, fizémos um piquenique, super agradável. Esta é a vista de Aljezur para quem chega por este lado!

100_0451.JPG

No entanto, também gosto muito de ir pela N268, junto ao mar e às praias!

O território onde se encontra edificada é habitado desde a pré-história, tal como documentado pelos vestígios que têm vindo a ser encontrados! A vila de Aljezur, foi fundada no séc. X pelos árabes, que por lá se mantiveram até à conquista definitiva pelos cristãos, no séc. XIII, em pleno reinado de D. Afonso III. Sofreu uma grande devastação com o terramoto de 1755, acontecimento que levou à construção da Igreja da Nossa Senhora D'Alva, num local mais afastado, com o intuito de aí desenvolver um novo aglomerado populacional.

Para quem gosta de caminhadas, pode optar por ir a pé até ao castelo, assim poderá apreciar a arquitetura das casas típicas algarvias. Um lindo e agradável passeio, sem dúvida!

100_0452.JPG

100_0453.JPG

100_0454.JPG

100_0455.JPG

100_0457.JPG

Após a subida, chegamos finalmente ao castelo. Este foi edificado no séc. X pelos árabes, tendo sido importante no sistema defensivo de Silves durante os séculos XII e XIII. A sua localização no topo de uma colina isolada, permite visualizar o vale por onde serpenteia a Ribeira de Aljezur, até desaguar, na Praia da Amoreira.

100_0459.JPG

100_0463.JPG

100_0464.JPG

100_0466.JPG

100_0469.JPG

Hé ainda a possibilidade de visitar museus, como por exemplo o municipal, vestígios arqueológicos (Necrópole de Vale da Telha, Povoado Islâmico de Pescadores, etc), e claro, as maravilhosas praias, tais como, Arrifana, Odeceixe, Monte Clérigo, Amoreira, Amado, entre outras. Escolha não falta!

Para mais informações, podem consultar o website do Município de Aljezur.

E com isto já estou com vontade de lá voltar!