Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mochila Vermelha

Ter | 28.08.18

O Farol de Vila Real de Santo António

Olá Mochileiros e Mochileiras!

 

Peço desculpa pela minha ausência aqui pelo blogue! Estes últimos meses têm sido um verdadeiro caos e apenas tenho partilhado conteúdos no Facebook e Instagram! 

 

Retomo o tema dos faróis, essas estruturas enigmáticas da nossa costa, muito mais importantes do que aquilo que julgamos.

 

No passado mês de maio foi possível visitar faróis por todo o país, durante o fim-de-semana de forma gratuita. Não podia deixar passar esta oportunidade, pelo que decidi visitar o farol de Vila Real de Santo António. Foi muito interessante. O faroleiro fez-nos uma visita guiada, explicou como funciona o farol, como se faz a manutenção e todos esses aspetos interessantes da vida num farol.

 

Vista a partir da torre do Farol de Vila Real de Santo António

IMG_5357.JPG

 

Este é o aspeto da estrutura (do lado de fora e antes da subida), tem 46 metros de altura e iniciou o seu funcionamento em 1923.

IMG_5361.JPG

 

Mas para apreciar as vistas, temos que subir uns quantos degraus, no entanto, o esforço vale a pena!

IMG_5298.JPG

 

Partilho algumas vistas e pormenores do farol.

IMG_5311.JPG

 

Todos os faróis são identificáveis pelo seu formato e côr durante o dia. Não existem faróis iguais! De noite a identificação é feita pela luz que emitem, ou seja, tempo de luz que um farol está aceso, o tempo que está apagado e a frequência com o ciclo é repetido (luz acesa, luz desligada) e que é diferente de farol para farol.

IMG_5325.JPG

 

Aqui pode-se ler a placa informativa dos construtores do farol.

IMG_5329.JPG

 

E sim, hoje em dia existe GPS e toda uma panóplia de artefactos modernos, mas, se esses falharem, teremos sempre os faróis!

IMG_5317.JPG

 

E que tal? Ficaram com vontade de conhecer? Temos 56 em Portugal, é só escolher e visitar!

 

#MochilaVermelhaBlog #farol #VRSA #Algarve #Portugal

6 comentários

Comentar post